Sudorese excessiva – hiperidrose

A hiperidrose é a produção excessiva e anormal de suor pelas glândulas sudoríparas.

Man sweating very badly under armpit

Na hiperidrose primária, a sudorese pode aumentar em situações de tensão emocional. O incômodo causado pela sudorese excessiva pode trazer ainda mais tensão ao paciente, piorando seu quadro e trazendo dificuldades de relacionamento pessoal e profissional.

Quem tem sudorese excessiva?

Ocorre em aproximadamente 1-3% da população, causando comprometimento significativo nas atividades cotidianas, social e ocupacional.

 

Quais os fatores de piora?

Os fatores desencadeantes podem ser por estímulos emocionais (ex: ansiedade), uma maior sensibilidade dos centros reguladores de temperatura, além de algumas doenças metabólicas ou neurológicas.

 

Quais as áreas mais atingidas?

As áreas mais atingidas são as palmas das mãos, as axilas, as plantas dos pés, a região inguinal e a perineal.

 

Quais os tratamentos para hiperidrose?

As estratégias de tratamento para hiperidrose incluem tratamentos tópicos, orais, tratamentos cirúrgicos e outros não cirúrgicos.

Vários estudos validaram a eficácia da toxina botulínica para o tratamento da hiperidrose axilar. As injeções intradérmicas são claramente seguras e bem-toleradas, representando uma alternativa viável no tratamento temporário dessa condição.

 

Como é o tratamento com Botox®?

Aplicação de Botox® é um procedimento simples, com duração de menos do que 01 hora, que diminui ou interrompe a secreção de suor na área tratada por períodos que variam entre 6 a 8 meses. Uma minoria dos pacientes referem resultados por até 12 meses.

A substância é aplicada através de injeções superficiais na pele da região axilar ou das palmas das mãos, com intervalos de cerca de 1 a 2 cm entre cada aplicação, nas áreas onde a produção de suor é mais intensa. O efeito máximo ocorre em cerca de 2 semanas.

Tratando uma área de sudorese excessiva com toxina botulínica, não gera aumento de transpiração em outro local do corpo.
-Qual o custo do tratamento com Botox®?

Em relação ao procedimento na região axilar, o principal obstáculo ao seu uso ainda é o alto custo do Botox®, uma vez que o tratamento exige uma quantidade maior de produto do que normalmente necessário para procedimentos estéticos.
Valores não podem ser divulgados em sites por orientação do Conselho Federal de Medicina.

 

– Qual o nível de dor no tratamento?

Em região axilar, as injeções são bem superficiais com relatos de dores mínimas, além disso o procedimento é realizado com anestésico tópico, que irá minimizar ainda mais o desconforto, sendo um procedimento bem tolerável.
Nas palmas das mãos, os principais inconvenientes são: o fato da aplicação ser bastante dolorosa e a possibilidade de ocorrer diminuição da força muscular das mãos.

 

Qual a eficácia?

Na literatura é descrito satisfação em mais de 90% dos casos tratados com toxina botulínica

– Pesquisa recente:

Recente pesquisa nos Estados Unidos informou que 34% dos pacientes sentiram que sua transpiração teve efeito moderado ou grave em limitações do trabalho, encontros sociais e situações românticas ou íntimas. Esse estudo também informou que 32% dos pacientes com hiperidrose axilar indicaram que sua transpiração é pouco tolerável ou intolerável e frequentemente ou sempre interfere nas suas atividades diárias. É descrito que 35% dos pacientes com hiperidrose axilar, em pesquisa nos Estados Unidos, informaram sentirem-se menos confiantes, 34% informaram sentirem-se infelizes, 38% sentiram-se frustrados com as atividades diárias e 20% sentiram-se deprimidos.

– Estudos de eficácia:

Em um estudo com 145 pacientes com hiperidrose axilar não responsivo a terapia tópica tratados com toxina botulínica mostrou como resultado:
73% dos pacientes completamente satisfeitos
8% parcialmente satisfeitos

Em outro estudo, a experimentação relatou 89% de resposta em 1 semana e 93% de resposta ao longo do resto do período de estudo.

Durante o período pós-tratamento, melhora importante e estatisticamente significativa foi notada com respeito a várias medidas de qualidade de vida, como estado emocional, participação em atividades diárias e sociais, produtividade no trabalho e número de mudanças de roupa por dia.

A dor associada a estas injeções intradérmicas, relatada durante esses estudos, foi mínima.

– Conclusão:

A hiperidrose é uma condição comum e angustiante. Alguns pacientes não procuram atendimento médico e encontram-se deprimidos. O fato de que tratamentos eficazes, particularmente injeções de toxina botulínica, podem melhorar significativamente a qualidade de vida do paciente enfatiza o desafio para os médicos tratarem essa condição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s