Insônia

insonia 02.jpg

A insônia é definida como dificuldade em adormecer, permanecer dormindo ou acordar cedo de manhã e não conseguir voltar a dormir.

Em geral, as pessoas com insônia dormem pouco ou dormem mal, apesar de ter uma chance adequada para dormir. O mau sono pode levar a problemas durante o dia.

Insônia não é definida pelo número de horas dormidas, porque “sono suficiente” pode variar de uma pessoa para outra. Os requisitos de sono também podem diminuir com a idade.

A insônia é a queixa mais comum relacionado ao sono no Brasil. Enquanto quase todo mundo tem uma noite ocasional de mal dormida, aproximadamente 10 por cento dos adultos têm insônia de longo prazo ou crônica.

Este artigo irá rever os sintomas, causas e diagnóstico de insônia. O tratamento da insônia será discutido separadamente.

 

Quais os sintomas da insônia?

 

web-insonia

 

 

 

 

 

  •  Dificuldade em adormecer ou permanecer adormecido
  •  Sono variável, como várias noites mal dormidas seguido de uma noite de sono melhor.
  • Fadiga diurna ou sonolência
  •  Esquecimento
  • Fraca concentração
  •  Irritabilidade
  •  Ansiedade
  • Depressão
  •  Menor motivação ou energia
  • Maiores erros ou acidentes
  • Preocupação contínua com o sono.

.
Para muitas pessoas, os sintomas de insônia interferem com as relações pessoais, desempenho no trabalho e função diária. As pessoas que sofrem de insônia crônica também podem ter um risco aumentado de acidentes automobilísticos em comparação com pessoas que estão fatigadas por outras razões.

As pessoas com insônia têm um senso de sono prejudicado. Você pode sentir que você não dormiu bem, mesmo que os testes mostrem o contrário. Esta sensação de sono prejudicado pode estar relacionada a um problema com o sistema de sono-excitação do corpo, que normalmente ajuda você a se sentir acordado depois de dormir e sentir-se cansado antes de ir para a cama.

A preocupação de não conseguir dormir pode crescer, o que por sua vez torna cada vez mais difícil adormecer, entrando em um ciclo de prejuízo.

 

Quais as causas da insônia?

 

A insônia pode ter muitas causas:

Insônia de curto prazo – insônia de curto prazo dura menos de três meses e é geralmente associada com fatores de estresse. Possíveis estressores incluem o seguinte:

● Mudanças no ambiente de sono (temperatura, luz, ruído).
● A perda de um ente querido, divórcio ou perda de emprego.
● Doença recente, cirurgia ou fontes de dor.
● Uso ou retirada de estimulantes (cafeína), certos medicamentos (teofilina, betabloqueadores, esteróides, hormônios da tireóide e inaladores de asma), drogas ilegais (cocaína e metanfetamina) ou álcool.
Insônia de curto prazo muitas vezes se resolve quando o fator desencadeante é removido ou resolvido.

Situações que interrompem o seu ciclo de sono normal também pode causar insônia. Alguns exemplos disso incluem:

● Jet lag – Viajar através de fusos horários pode causar insônia. Jet lag pode ocorrer independentemente da direção da viagem, embora é mais pronunciada quando viajam de oeste para leste. A maioria das pessoas exige vários dias para ajustar seu padrão de sono para o novo fuso horário. Nesse caso alguns medicamentos pode ajudar.
● Trabalho de turno – Indivíduos que trabalham o turno da noite comumente experimentam insônia. Os problemas de sono podem ser resolvidos ao dormir ao mesmo tempo todos os dias, incluindo fins de semana por várias semanas.
Insônia prolongada – A insônia de longa duração (ou crônica) dura mais de três meses e ocorre pelo menos três noites por semana. Insônia geralmente ocorre com outras condições, incluindo:

● Problemas de saúde mental, como depressão, transtornos de ansiedade (incluindo ataques de pânico) e transtorno de estresse pós-traumático.
● Doenças médicas, especialmente aquelas que causam dor, estresse ou dificuldade respiratória.
● Distúrbios neurológicos, como doença de Parkinson e doença de Alzheimer.
● Outros distúrbios do sono, como apnéia do sono, síndrome das pernas inquietas, movimentos periódicos dos membros e distúrbios do ritmo circadiano.
● Medicamentos ou uso de drogas ilegais.
● Hábitos de sono irregulares.
Insônia também pode ocorrer por conta própria. Em alguns casos, pode começar na infância ou ser passado longitudinalmente nas famílias.

 

Qual a diferença entre privação de sono e insônia?

Geralmente quem sofre de privação de sono, vai conseguir dormir bem quando tiver a oportunidade. Já quem sofre de insônia, não vai dormir adequadamente mesmo que tenham essa disponibilidade.

A perda crônica de sono, causada por gastar menos de oito horas na cama na maioria das noites, é provavelmente a causa mais comum de sonolência.

Dormir por um curto período de tempo é comum entre as pessoas que têm insônia. No entanto, algumas pessoas normalmente exigem pouco sono e pode passar o dia sem dificuldade depois de dormir por apenas algumas horas. Pessoas que dormem menos, mas não têm sonolência diurna residual ou outros sintomas, não têm um distúrbio de sono. Além disso, você pode precisar de menos sono à medida que envelhece. A necessidade de menos sono não significa necessariamente que você tenha insônia, a menos que você também tem sintomas diurnos, como sonolência ou disforia.

 

DIAGNÓSTICO 

Se você procura ajuda médica, deverá descrever o seu sono em um período típico de 24horas. Muitas vezes seu esposo(a) pode fornecer informações importantes.

Você pode ser solicitado a manter um registro diário do sono, que é um registro de tempos de sono por uma a duas semanas.

Seu médico irá fazer outras perguntas para determinar a causa de sua insônia.

Um exame físico pode ser realizado para determinar se existem condições médicas ou neurológicas causando ou agravando seu problema de sono.

Testes laboratoriais podem ser recomendados para ajudar a identificar causas orgânicas subjacentes aos distúrbios do sono, embora isso não é necessário para todos com insônia.

Os exames laboratoriais podem incluir polissonografia ou actigrafia:

● Polissonografia 

A polissonografia é um estudo formal do sono realizado em laboratório do sono. Ele usa monitores que são anexados ao seu corpo para registrar movimento, atividade cerebral, respiração e outras funções fisiológicas. Este teste pode ser utilizado quando se suspeita de um distúrbio do sono subjacente ou se a sua insônia não respondeu ao tratamento

● Actigrafia – A actigrafia registra a atividade e o movimento com um monitor ou detector de movimento, geralmente usado no pulso durante o dia e a noite. O teste é realizado em uma ou duas semanas em casa para coletar estimativas sobre quanto e em que momento você está dormindo.

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 25 outros seguidores

TRATAMENTO – O tratamento da insônia é discutido separadamente.

LINK: Tratamentos para Insônia

Sonolência diurna (Noções básicas)

 

 

#Publicado em fevereiro de 2017

Sobre Dr. Rafael Otsuzi

Um comentário sobre “Insônia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s