Conjuntivite

A conjuntiva é a fina membrana que reveste a superfície interna das pálpebras e os brancos dos olhos (chamada de esclera). Quando a conjuntiva fica inflamada ocorre o que os médicos chamam de conjuntivite.

Conjuntivite pode afetar crianças e adultos.

Os sintomas mais comuns de conjuntivite incluem um olho vermelho e lacrimejamento.

web-conunitivite-mulher-02

Existem muitas causas potenciais de conjuntivite, incluindo infecções bacterianas ou virais, alergias ou uma condição não específica (por exemplo, um corpo estranho no olho). Todos os tipos de conjuntivite causam um olho vermelho, embora nem todos pacientes com um olho vermelho tem conjuntivite.

 

Quais os tipos de conjuntivite?

Existem quatro tipos principais de conjuntivite: viral, bacteriana, alérgica e não específica.

A maioria dos casos de conjuntivite infecciosa é viral em adultos e crianças.

Conjuntivite viral –

web-conjuntivite-olho

Conjuntivite viral é normalmente causada por um vírus que também pode causar o resfriado comum. Uma pessoa pode ter sintomas de conjuntivite isoladamente ou como parte de uma síndrome de resfriado geral, com gânglios linfáticos inchados, febre, dor de garganta e corrimento nasal.

A conjuntivite viral é altamente contagiosa.

É espalhado pelo contato, geralmente com objetos que entraram em contato com secreções oculares da pessoa infectada. Como exemplos, o vírus pode ser transmitido quando uma pessoa infectada toca seu olho e depois toca em outra superfície (por exemplo, maçaneta) ou compartilha um objeto contaminado (por exemplo, caneta, teclado, celular ou controle).

Os sintomas mais comuns da conjuntivite viral incluem vermelhidão, secreção aquosa ou muco, e ardência ou sensação de areia no olho.

O segundo olho geralmente é infectado em 24 a 48 horas.

A recuperação pode começar dentro de dias, embora os sintomas com freqüência piorem nos primeiros três a cinco dias, com melhora gradual ao longo de uma a duas semanas até um curso total de duas a três semanas.

 

Conjuntivite bacteriana –

Conjuntivite bacteriana é altamente contagiosa, muitas vezes afetando vários membros da família ou crianças dentro de uma sala de aula.

A conjuntivite bacteriana é transmitida pelo contato, geralmente com objetos que entraram em contato com as secreções oculares da pessoa infectada. A transmissão ocorre da mesma forma que dá conjuntivite viral.

Os sintomas mais comuns da conjuntivite bacteriana incluem vermelhidão e secreção espessa de um olho, embora ambos os olhos possam se infectar. A descarga pode ser amarela, branca ou verde, e geralmente continua a drenar ao longo do dia. O olho afetado muitas vezes fica “grudado” pela manhã.

A maioria dos tipos de conjuntivite bacteriana resolvem rapidamente e não causam danos permanentes quando tratados com antibiótico colírio ou pomada.

 

Conjuntivite alérgica –

A conjuntivite alérgica é causada por alérgenos aéreos que entram em contato com o olho. Os sintomas (geralmente vermelhidão, secreção aquosa e prurido de ambos os olhos) podem ser súbitos de início (agudo), sazonais ou presentes durante todo o ano (perenes), dependendo do alérgeno.

A conjuntivite alérgica será discutida em um tópico separado. (EM BREVE)

Conjuntivite não específica – É possível desenvolver um olho vermelho com lacrimejamento que não é causada por uma infecção ou alergia. As causas mais comuns incluem uma das seguintes.

● Pessoas com olho seco podem apresentar vermelhidão ou secreção crônica ou intermitente.
● Uma pessoa cujos olhos são irrigados após um respingo químico pode ter vermelhidão com lacrimejamento.
● Uma pessoa com um corpo estranho (por exemplo, pó, cílios) no olho pode ter vermelhidão e descarga por 12 a 24 horas após o objeto ser removido.
Todos estes problemas geralmente melhoram espontaneamente dentro de 24 horas.

 

Como é feito o diagnóstico de conjuntivite?

O diagnóstico de conjuntivite geralmente requer um exame por um profissional de saúde ou especialista em cuidados com os olhos porque muitas condições podem causar vermelhidão ocular.

O profissional de saúde pode fazer as seguintes perguntas:

● Quando o problema ocular começou? Alguém mais na casa teve um problema semelhante?
● Existe lacrimejamento do olho continuamente? A secreção é aquosa, fina e mucosa, ou espessa e pegajosa?
● Existem sintomas não oculares (por exemplo, tosse, febre, dor de garganta, congestão nasal, espirros)?
Referência a um especialista em cuidados com os olhos

web-alerta

As pessoas com os seguintes sinais e sintomas podem ter um problema mais grave e devem ser avaliadas imediatamente por um médico oftalmologista.

● Dor ocular
● Dificuldade em ver claramente
● Dificuldade em manter o olho aberto
● Dores de cabeça grave com náuseas
● Trauma recente ao olho
● Uso de lentes de contato

 

Qual o tratamento da conjuntivite?

web-conjuntivite

O tratamento da conjuntivite depende da causa. Por esta razão, é importante ter o diagnóstico correto antes do início do tratamento.

 

Qual o tratamento da conjuntivite viral?

Um anti-histamínico tópico / descongestionante pode ajudar a aliviar a irritação da conjuntivite viral. No entanto, deve ser tomado especial cuidado para evitar a propagação de infecções virais de um olho para o outro. Aplique gotas somente no olho afetado e lave bem as mãos após a aplicação.

Esses tratamentos são somente sintomáticos (parecido quando se trata os sintomas de resfriado), mas não diminuem o tempo total da infecção. Outra opção é usar compressas frias, conforme necessário.

A irritação e lacrimejamento podem piorar durante três a cinco dias antes de melhorar, e os sintomas podem persistir por duas a três semanas.

 

Qual o tratamento da conjuntivite bacteriana?

A conjuntivite bacteriana é geralmente tratada com uma solução oftamológica (gotas) de antibiótico ou pomada. Quando iniciado cedo, o tratamento ajuda a encurtar a duração dos sintomas, embora a maioria dos casos se resolva espontaneamente se nenhum tratamento é usado.

Adultos – Os adultos são geralmente tratados com solução oftalmológica de antibiótico ou pomada por cinco a sete dias. Vermelhidão, irritação e secreção ocular devem começar a melhorar dentro de 24 a 48 horas. Se não houver melhora ou se a condição piorar dentro deste tempo, a pessoa deve ser avaliada por um oftalmologista.

Pessoas que usam lentes de contato – As pessoas que usam lentes de contato devem ser avaliadas por um médico capacitado antes do início do tratamento. Isso é para confirmar o diagnóstico de conjuntivite e para ter certeza de que outra condição mais grave relacionada ao uso de lentes de contato (uma infecção da córnea), não está presente.

As pessoas que usam lentes de contato devem evitar usar as lentes durante as primeiras 24 horas de tratamento, ou até que o olho não esteja mais vermelho. A lente de contato deve ser jogada fora.

Crianças – As crianças com conjuntivite bacteriana podem ser tratadas com colírio antibiótico ou pomada. Pomada é geralmente preferido para crianças pequenas e aqueles que têm dificuldade em aplicar colírio.

 

Por quanto tempo se afastar da escola ou do trabalho?

atestado

A abordagem mais segura para evitar a propagação de conjuntivite viral e bacteriana para os outros é ficar em casa até que não haja mais qualquer lacrimejamento ou secreção do (s) olho (s). No entanto, isso não é prático para a maioria dos estudantes e para aqueles que trabalham fora de casa. A maioria das creches e escolas exigem que os alunos recebam 24 horas de colírio antibiótico ou pomada antes de retornar à escola. Este tratamento ajuda a prevenir a propagação da conjuntivite bacteriana, mas não é necessário ou útil para crianças com conjuntivite viral.

Conjuntivite viral é semelhante a um resfriado porque se espalha facilmente entre as pessoas. Crianças mais novas, que podem não se lembrar de lavar as mãos ou evitar tocar os olhos, provavelmente não devem freqüentar a escola até que o lacrimejamento ou secreção tenha se resolvido. Os alunos mais velhos ou adultos podem optar por frequentar a escola / trabalho, embora eles devem limitar o contato próximo com os outros.

Além disso, os adultos que têm contato com os muito idosos, crianças e as pessoas com um sistema imunológico enfraquecido devem se afastar.

 

Prevenção da conjuntivite –

lavando-a-mao

A conjuntivite bacteriana e viral são altamente contagiosas e disseminadas por contato direto com secreções ou contato com objetos contaminados. Medidas de higiene simples podem ajudar a minimizar a transmissão para outras pessoas.

● Adultos ou crianças com conjuntivite bacteriana ou viral não devem compartilhar lenços, tecidos, toalhas, cosméticos ou lençóis / almofadas com familiares ou amigos não infectados.

● Importante desinfectar com álcool objetos compartilhados como teclados, mouse, maçanetas, celulares, tabletes, controles, etc

● A lavagem das mãos é uma forma essencial e altamente eficaz de prevenir a propagação da infecção. As mãos devem ser molhadas com água e sabão liso, e esfregada juntas por 30 segundos. Não é necessário usar sabonete antibacteriano para as mãos. Ensine as crianças a lavar as mãos antes e depois de comer e depois de tocar os olhos, tossir ou espirrar.

● O uso do álcool gel é uma boa alternativa para a desinfecção das mãos se não houver uma pia disponível. As fricções das mãos devem ser espalhadas por toda a superfície dos dedos, mãos e punhos até secar e podem ser usadas várias vezes. Estas fricções podem ser usadas repetidamente sem perda de eficácia.

alcool-gel

 

#Publicado em março de 2016 por Dr. Rafael Otsuzi

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s